Qual foi o impacto causado pela inserção das novas modalidades nos Jogos Olímpicos de Tóquio?

Nesse ano de 2021 foi realizada a 33ª edição dos Jogos Olímpicos na era moderna, realizado em Tokyo. Nessa edição tivemos vários fatos marcantes, como o adiamento de um ano da sua data original por causa da pandemia da COVID-19. Um fato que entrou pra história dos jogos foi a inserção das novas modalidades (Karatê, Basquete 3x3, Surf, Skate, Escalada) e o retorno do Baseball e do Softball após duas Olimpíadas fora dos jogos. As novas modalidades inseridas nesta edição, entraram com o objetivo de rejuvenescer os jogos pela alta prática de adolescentes nessas modalidades e alcançar um público alvo de consumidor mais novo, esse objetivo foi adotado como uma última tentativa de atrair esse público jovem adulto. Ao mostrar exemplos de atletas com a idade mais aproximada do público que já se destacam no nível mundial, porém infelizmente a visibilidade do seu esporte não alcança o grande público e as olimpíadas foram praticamente uma vitrine para essas modalidades.  Mas será que o objetivo foi alcançado?


Bom, os novos esporte trouxeram para os olhos do mundo atletas entre 13 a 51 anos, que parando para analisar vemos uma quantidade bem maior de atletas acima dos 25 anos, que na primeira visão podemos pensar que não, o objetivo ficou muito distante de ser alcançado. Porém, os atletas mais novos trouxeram o destaque que já tinham no cenário mundial da sua modalidade para o grande público, pois conseguiram inserir uma idade media de 25 anos no pódio de medalhas. Uma modalidade que conseguiu se destacar muito nessa questão da juventude liderando o esporte, foi o skate, onde de 12 medalhistas (sendo 3 medalhistas em cada categoria), 10 se encaixam na faixa etária de jovem adulto, e tendo as categorias femininas como destaque por ter todas as medalhistas abaixo dos 20 anos. Um nome a ser citado desses atletas é a pré-adolescente Raissa Leal, que conquistou a medalha de prata no Skate Street com os seus sinceros 13 anos e dando show de talento e carisma na arena.



Depois da prata olímpica em Tóquio, Rayssa Leal, a Fadinha faturou etapa da Liga Mundial (Foto: SLS/Divulgação)


O destaque dado, acaba gerando efeito como o efeito Raissa Leal, que após a conquista da medalha de prata houve um aumento de 50% nas compras de materiais relacionados ao mundo do skate pela internet na semana seguinte a conquista da medalha de prata pela fadinha, e a tendência é que com o rejuvenescimento dos jogos isso se torne mais comum, pois vimos que a estratégia começou a alcançar o público alvo, gerando mais consumo do esporte ao público e um aumento no investimento no esporte e com isso a formação de novos talentos.


Portanto, a inserção das novas modalidades esportivas foi uma tentativa para atrair o público jovem, que pelo os números vemos que está dando certo, com as novas modalidades abaixando a média de idade dos atletas olímpicos e a idade média dos medalhistas olímpicos, a divulgação do seu destaque está fazendo com que o consumo do esporte/modalidade aumente e o investimento tanto no esporte quanto no Jogos Olímpicos aumente.


 Lucas de Assis Fraccaro Marques

Contrate agora

R$/ mês

Faça seu cadastro

Solicite um orçamento

Deixe seu recado
Olá, seja bem vindo a Ritmo do Esporte! Como podemos te ajudar?